Querido Papai Noel, tudo bem com o senhor? Muito frio aí na Finlândia?

Então, como fomos bonzinhos demais da conta durante o ano todo, queremos fazer dois pedidos de presentes de Natal e esperamos, de verdade, que o senhor nos atenda, na totalidade:

Papai Noel, primeiro, nós, Brasileiros, queremos um IDH alto!

Sim! Um bem alto! Tão alto que possa refletir o bem-estar social que merecemos nas áreas de educação, saúde, renda e segurança.

Papai Noel, e segundo, nós Brasileiros, queremos políticos competentes!

Sim! Bem competentes! Tão competentes que consigam governar nossas cidades e estados com a mesma eficiência dos melhores CEOs do mercado corporativo.

Quando o senhor passa por aqui, na época das festas natalinas, o país está sempre vivendo uma fase repleta de ações sociais, que, infelizmente, não retrata a realidade do ano todo. Por isso, pode achar que o Brasil é o país da alegria – ainda mais se somados nosso carnaval e nosso futebol – e que não precisa de ajuda.

Mas, não é verdade! Apesar do engajamento incansável de poucos anjos Brasileiros, que tentam diminuir a enorme diferença social que assola nosso país – obrigação essa que deveria ser do Estado – precisamos de ajuda sim!

Aliás, pensando bem, o senhor bem que poderia se candidatar para Presidente do Brasil, já que estamos sem opção de bons candidatos para a próxima eleição. Dada a sua trajetória de sucesso e sua brilhante logística em atender toda a população carente em tempo recorde, cremos que ganharia logo no primeiro turno. Assim, vivendo aqui conosco, conheceria um pouco mais desse país maravilhoso, povoado de trabalhadores incansáveis e esperançosos, que não são representados pela classe política atual.

Mas, Papai Noel, se por algum motivo de força maior, o senhor não puder nos atender, mande apenas mais cadeias. Ho,ho,ho..